Introdução: A plataforma WordPress

O WordPress é o CMS mais usado no mundo, e por bons motivos. Além de flexível e gratuito, ele conta com várias outras vantagens em relação aos demais. Entenda por que essa é a melhor opção para criar seu blog com nosso tutorial completo.

cover-wordpress

O WordPress é o CMS mais usado no mundo, e por bons motivos. Além de flexível e gratuito, ele conta com várias outras vantagens em relação aos demais. Entenda por que essa é a melhor opção para criar seu blog com nosso tutorial completo.

Quando se fala em criação de blogs, sites e lojas virtuais, uma das ferramentas mais lembradas e indicadas é o WordPress

O WordPress é, basicamente, um CMS (Content Management System), que em português significa Sistema de Gerenciamento de Conteúdo. 

Em outras palavras, é um sistema usado para administrar sites, blogs, lojas virtuais, portais de notícia, áreas de membros e outros tipos de página.

Mas o que faz esse tal de CMS?

Como o próprio nome já diz, o objetivo do CMS é gerenciar o conteúdo de forma simples e prática. 

De forma mais específica, ele tem como missão facilitar a criação e a edição de conteúdos em um site sem a necessidade de usar uma linguagem de programação.

A ideia é tornar possível que até um produtor de conteúdo sem conhecimento algum em códigos consiga, de forma simples e intuitiva, gerenciar todo o seu portal, loja ou blog.

Isso engloba a criação de textos, uso de imagens e vídeos, elaboração de formulários, sem contar as várias opções de personalização do layout do site e muitas outras funções.

Como ele funciona?

O WordPress possui duas versões disponíveis aos usuários: a plataforma WordPress.com e o WordPress.org.

A primeira é um serviço que oferece hospedagem gratuita de blogs e sites com o uso do software do WordPress.

A segunda é uma plataforma de código aberto, que você pode baixar gratuitamente no site oficial e instalar em um servidor de sua escolha. 

No mais, elas compartilham um sistema muito parecido. A ferramenta apresenta uma interface de gerenciamento do site. Nesta tela, você verá várias categorias, cada uma com funções específicas (e muito úteis) para o seu site ou blog.

Entre essas funções, podemos destacar:Adicionar, programar e editar posts para o site ou blog como se estivesse escrevendo no Word, por exemplo;

Inserir e editar arquivos de mídia, como imagens, vídeos e áudios;

Criar novas páginas, menus, categorias e tags para o site;

Moderar os comentários dos visitantes;

Acompanhar dados básicos de acesso;

Editar a aparência do site;

Gerenciar os níveis de permissão para os administradores da página;

Criar, adicionar, editar e excluir plugins e extensões;

Exportar e importar dados do site ou blog.

Quais são suas vantagens?

Se você ainda não entendeu o porquê do WordPress ser o sistema de gerenciamento de conteúdo mais usado no mundo, a hora é agora.

Selecionamos nada menos que 4 benefícios para te mostrar, de uma vez por todas, que o WordPress é o sistema definitivo para quem deseja ter um site que lida com conteúdo dinâmico.

Mesmo quem ainda não tem um blog já deve usar o sistema, por conta destas 4 vantagens:

1. Uso intuitivo: você não precisa dominar códigos de programação!

Se você quer ter um site hospedado ou gerenciado no WordPress, você dificilmente terá que se preocupar com códigos ou linguagem de programação.

O uso do sistema é bastante simples. Por exemplo, na hora de editar um texto, você pode colocar palavras em negrito, justificar um parágrafo ou inserir uma imagem no conteúdo por meio de botões que o editor da plataforma indica.

Quem lida com programação web sabe que uma das formas de código mais simples que existem é o HTML. Mas se você não sabe o que é isso, não tem problema, porque nem vai precisar usá-lo. 

Grande parte das funcionalidades do WordPress está acessível a poucos cliques e sem necessidade de uma linha de código sequer.

2. Instalação fácil

Outra grande vantagem do WordPress é que você não perde tempo para começar a usar todos os recursos oferecidos, pois a instalação é bem rápida.

A propósito, esse é um dos detalhes mais enaltecidos no site da plataforma. Sua famosa instalação que dura entre 5 e 10 minutos é um dos diferenciais em relação aos concorrentes.

O WordPress preza pela facilidade e rapidez não só na instalação, mas também em suas atualizações. Essas podem ser feitas de forma automática e também muito rápida, até mais do que a instalação inicial.

3. Alta oferta de plugins e extensões

O objetivo dos plugins é ampliar e melhorar a experiência de uso de um site, tanto para os administradores quanto para os visitantes.

Por exemplo, existem extensões que permitem criar galerias de fotos, aumentar a segurança do site e melhorar a velocidade de carregamento das páginas.

Em outras palavras, os plugins e extensões servem como esteroides que deixam seu site ou blog ainda mais forte e poderoso.

Mas o mais legal mesmo é a alta oferta de plugins. Atualmente, são pouco mais de 50.000 disponíveis para instalação, e o melhor é que os principais são gratuitos!

4. Troca de templates sem alterar o conteúdo

Outro ponto que conta a favor do WordPress é a simplicidade para mudar o visual de um site sem que isso prejudique os conteúdos já publicados.

Por exemplo: vamos supor que você está insatisfeito com o template (modelo pronto de layout) atual do seu blog.

Mesmo que você já tenha dezenas de blog posts publicados no site, a mudança pode ser feita sem que nenhuma das publicações seja perdida.

A única coisa que muda é a forma como esses conteúdos passam a ser apresentados visualmente para o público, um típico ganha-ganha que é outra prova da flexibilidade do WordPress.

Qual a diferença entre WordPress.org e WordPress.com?

Já falamos sobre funcionamento, vantagens. Agora está na hora de explicar as diferenças de cada uma das formas de uso do WordPress.

De início, pode causar certa confusão saber que há duas versões do sistema, mas você vai descobrir qual é o propósito de cada uma, e qual faz sentido para o seu caso.

WordPress.org

Apenas recapitulando, o WordPress.org é o site comunitário em que você pode fazer o download do software e do seu código aberto para instalar em outros servidores.

Isso significa que você já precisa ter um domínio registrado e um servidor contratado para hospedar seu site em WordPress.

Como o uso do código é livre, você pode editá-lo e customizá-lo à sua maneira. Além disso, é possível utilizar todos os plugins, temas, idiomas e outros recursos sem qualquer tipo de limitação.

Essa questão da limitação talvez seja o grande diferencial entre os dois formatos de uso do WordPress.

Você entenderá isso melhor no próximo tópico.

WordPress.com

O WordPress.com é um serviço de hospedagem de sites com o software do WordPress.

Você pode se cadastrar gratuitamente e ter um site com o domínio “meusite.wordpress.com” ou pagar para ter um domínio personalizado e mais alguns recursos.

Nesse modelo, você não precisa ter hospedagem e nem domínio registrado para começar. No entanto, há uma série de limitações que limitam o uso, como:Impossibilidade de usar temas personalizados (apenas os disponibilizados pelo WordPress);

Personalização mínima nas formas como os links são apresentados;

Impossibilidade de monetizar o blog ou site (ou somente se contratar os dois planos mais caros);

Exibição de anúncios do WordPress;

Marca e slogan do WordPress no rodapé do site;

Impossibilidade de editar o código fonte;

Limitação no espaço de armazenamento nos planos gratuitos e mais baratos.

Por que migrar para o WordPress?

Mas e se você usa outro sistema de gerenciamento de conteúdo? Talvez ainda não esteja totalmente seguro sobre se vale a pena migrar para o WordPress nesse caso.

É claro que existem outros sistemas de qualidade no mercado, tanto gratuitos quanto pagos. Mas dificilmente algum deles será superior ao WordPress. 

E há pelo menos 3 motivos para recomendarmos que você migre seu site para a plataforma. Veja eles a seguir.

1. Segurança avançada

O primeiro motivo para migrar para a plataforma WordPress é seu alto nível de segurança. As constantes atualizações, plugins específicos para proteger suas informações e a atuação precisa e ativa da comunidade garantem isso.

Não é à toa que o WordPress seja a escolha de grandes players de vários setores no mercado internacional. Nenhum deles confiaria seus dados sigilosos a uma plataforma frágil e vulnerável.

2. Controle completo

Tudo que você pode precisar de um site, tanto em termos de layout (front-end) quanto de estrutura e suporte (back-end) estão incluídos no WordPress. 

A plataforma é realmente completa e conta com muitas soluções robustas para todo tipo de operação digital.

Isso tudo numa plataforma que funciona em qualquer dispositivo, com agilidade e precisão. Se você busca controle total, o WordPress é para você.

3. Usabilidade e interface

Muitas ferramentas contam com soluções poderosas, mas pecam bastante na hora de oferecer uma boa experiência do usuário. Felizmente, o WordPress não é afetado por esse tipo de problema.

A plataforma fica mais amigável ao usuário a cada atualização. Nas atualizações mais recentes, por exemplo, foi introduzido o controle por meio de blocos de conteúdo.

Isso facilita ainda mais tanto o gerenciamento do conteúdo internamente quanto a criação de páginas mais bonitas e funcionais.

Fonte: rockcontent

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *