Introdução à Internet das Coisas

O que é a IoT?

A Internet das Coisas (IoT) é a conexão de milhões de dispositivos inteligentes e sensores conectados à Internet. Esses dispositivos e sensores conectados coletam e compartilham dados para serem usados e avaliados muitas empresas. Essas empresas incluem negócios, cidades, governos, hospitais e indivíduos. A IoT é possível, em parte, devido ao advento de processadores baratos e redes sem fio. Anteriormente, objetos inanimados, como maçanetas ou lâmpadas podem agora ser equipados com um sensor inteligente que pode coletar e transferir dados para uma rede.

Os pesquisadores estimam que mais de 3 milhões de novos dispositivos são conectados à Internet todo mês.

Quais são os Benefícios de IOT?

As empresas têm mais informações sobre produtos os produtos que vendem e quem os esta comprando. Munido desse tipo de dados, eles podem simplificar a produção e direcionar seu marketing e publicidade e áreas ou audiências especificas, promove a criação de novas oportunidades comercial e de ideias de marketing.

Os vendedores podem fazer mais marketing alvo, reduzir perdas com base em produtos não vendidos e podem fornecer bónus por fidelidade para clientes preferidos ou frequentes, bem como gerenciar tipos de produtos em lojas.

A manufatura economiza dinheiro, aumenta a eficiência e melhora a produtividade dos processos e operações de manufatura. Os fabricantes reduzem o tempo de inatividade prevendo os requisitos de manutenção e melhorando o agendamento de funcionários de serviço de campo.

Os governos monitoram problemas ambientais, financiam o financiamento para questões socias e têm controle sobre a saída de energia.

As cidades têm a capacidade de controlar os padrões de trafego com base no tempo do dia ou em eventos principais, monitorar e controlar o lixo e a reciclagem, monitorar as necessidades de saúde e de hospedagem e avaliar os requisitos futuros de transporte.

Como os dispositivos de IoT são conectados à rede?

Um sensor precisa ser conectado a uma rede para que os dados coletados possam ser armazenados e compartilhados. Isso requer uma conexão Ethernet com fio ou uma conexão sem fio com um controlador. Os controladores são responsáveis pela coleta de dados de sensores e pelo fornecendo de conectividade com a Internet ou com a rede. Os controladores podem ter a capacidade de tomar decisões imediatas ou podem enviar os dados para um computador mais potente para análise. Esse computador pode estar na mesma LAN que o controlador ou pode estar acessível apenas por meio de uma conexão com a Internet.

Os sensores geralmente trabalham em conjunto com um dispositivo chamado de atuador. Atuadores pegam a entrada elétrica e a transformam em ação física. Por exemplo, se um sensor deteta calor excessivo em uma sala, o sensor de envia a leitura de temperatura para o microcontrolador. O microcontrolador pode enviar os dados para um atuador que, em seguida, ligaria o ar-condicionado.

A maioria dos novos dispositivos, como dispositivos fitness vestíveis, marca passos implantados, medidores de ar em um poço de mina e hidrômetros em uma área agrícola, requer conectividade sem fio. Como muitos sensores são “externos” e alimentados por baterias ou painéis solares, o consumo de energia deve ser considerado. Opções de conexão de baixo consumo de energia devem ser usadas para otimizar e aumentar a disponibilidade do sensor.

Fonte: Cisco

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *